Dirigindo para o norte.

Nós estamos ainda dirigindo para o norte. Nosso próximo destino é Sendai, ao norte do Japão. Sendai é a capital da prefeitura de Mijagi. As cidades costeiras de Mijagi foram as que mais sofreram com a maioria dos terremotos e com o Tsunami em 2011.

No caminho passamos por Fukushima, aonde o Tsunami atingiu uma usina nuclear. O estrago foi grande, afinal a “limpeza” continua sendo feita até hoje. E continuará nos próximos anos. Como a radiação é muito alta próxima aos reatores, robôs estão sendo utilizados no lugar de humanos. Um modelo de robô que está sendo utilizado para remover os entulhos, está utilizando nossa esteira triflex® R. A esteira triflex® R garante a segurança de seus cabos em qualquer movimento.  Além de fornecerem movimentos multidimensionais,  nossas esteiras são fácies de montar, em combinação com o dispositivo de tensionamento (triflex® RS).

https://youtu.be/j4pQ7AZ-Rvw

Com a triflex® RS é possível utiliza-la até mesmo em lugares com pouco espaço.

Continuamos nosso caminho para o norte ao longo da costa.

Chegamos a um ponto onde se situa a sepultura do primeiro Xogum no período Edo. Este é um tumulo temporário, está sendo construído um maior e mais brilhante.

Ele criou o Clã Tokugawa que teve o poder do Japão de 1600 até 1868. Os Xoguns (a melhor tradução seria “comandantes militares”) eram os líderes dos samurais e eram escolhidos por seus imperadores.  Embora o imperador de Kyoto ainda fosse o legitimo governante do Japão, os Xoguns também controlaram o país. Pessoas que rezam para os Xoguns as vezes doam algo em seus túmulos ou nos santuários.  Por curiosidade, uma companhia doou estes barris cheios de Saquê.

Outra doou figuras de plástico que são fabricados na região.

Mais ao norte nós visitamos o símbolo nacional do Japão, o famoso Monte Fuji. O Monte Fuji com 3.776 metros de altura é a montanha mais alta no Japão.

A altitude não é tão especial, mas sim o vulcão (última erupção em 1707) está acordado até hoje.

A montanha foi adicionada a lista de patrimônio mundial em 2013. Ela foi selecionada com um patrimônio “cultural” e não “natural”. Conforme a UNESCO, o Monte Fuji não só inspirou artistas e poetas, como também um local de peregrinação por séculos. Infelizmente não tivemos tempo para levar a iglidur® no topo da montanha.

Um de nossos clientes com nossa bandeira da turnê iglidur®

Além disso, visitamos o lago Kawaguchi.

A turnê pelo Japão já está chegando ao fim. No decorrer da semana o carro saira do Japão, e terá um longo caminho até o Brasil.

Mantenho vocês informados,

Sascha.

De Kyoto para Hiroshima.

Apesar dos avisos de chuva, estamos dando sorte com o clima. Às vezes durante o dia, podemos abaixar a capota do carro e aproveitar o sol.

Índia, China, Coreia do Sul, Taiwan e finalmente Japão. Nós usamos o nosso sistema conversível praticamente todos os dias. E até agora nossas buchas aplicadas neste sistema, não sofreram nenhum tipo de dano enfrentando poeira, sujeiras e umidades extremas. A iglidur® G consegue substituir qualquer tipo de bucha metálica.

A bucha iglidur® G é a bucha mais vendida na igus®. Afinal ela é barata, fácil de montar e tem uma vida útil longa. É a escolha perfeita para aplicações com alta pressão sobre ela e movimentos mais lentos. Um dos clientes que visitamos no caminho para o sul do Japão, planeja em lançar um carro elétrico em breve. Ele irá usar a iglidur® G em várias aplicações.

Antes de deixar Kyoto e seguir para o sul, gostaria de mostrar a vocês um pouco da cultura de dança e concertos que nós experimentamos aqui. Nós tivemos a grande oportunidade de ver o concerto de dança Kyoto Takigi-noh. A dança chamada “noh” é a dança teatral mais famosa e antiga do Japão. Neste tipo de dança não é expressa nenhuma emoção, nem no rosto e nem na voz.

Eles apresentam há 65 anos o mesmo show no famoso santuário Heijan Jingu. Tivemos a sorte de assistir a este show, afinal ele só é exibido uma vez por ano.

Outra forma de dança ou musica respectivamente tem origem chinesa. Ela se chama Gagaku, é um estilo de musica clássica que foi apresentada para a corte imperial por vários séculos.

Após a Dinastia Tang, esta dança desapareceu e apenas algumas pessoas continuaram a manter esta dança viva.

 Do centro tradicional do Japão chegamos ao sul, em Hiroshima. Infelizmente, Hiroshima é conhecida pelo famoso desastre ocorrido em 6 de agosto de 1945. Na sequencia da segunda guerra mundial, os EUA soltou uma bomba nuclear em Hiroshima e Nagasaki.

Este é um relógio que parou de funcionar exatamente no momento da segunda bomba.

Hiroshima era uma das bases dos militares japoneses. Na explosão e nos anos seguintes aproximadamente 100.000 a 150.000 pessoas morreram.

O balão vermelho marca o centro da explosão.

A maioria dos sobreviventes foram crianças, elas foram levadas para uma cidade próxima devido a outros atentados. Com estes ataques, o Japão se rendeu. Isso marca o final da guerra do Pacifico. Nos dias de hoje, os EUA e o Japão são aliados próximos.

Hiroshima foi completamente reconstruída. O gigante memorial localizado no centro lembra os ataques ocorridos e como a população local construiu uma cidade de cinzas. Além disso, Hiroshima foi proclamada a cidade da paz pelo parlamento japonês. Muitos tratados de paz são trabalhados aqui em Hiroshima.

Hoje em dia, ela é uma cidade portuária com cerca de 1,2 milhões de habitantes. De Hiroshima continuamos dirigindo para o Sul e ao um ponto que deixamos o continente.

Mantenho vocês informados,

 Sascha,

Os primeiros 500 quilômetros.

Assim que terminamos a conferência de imprensa, nós saímos para nosso próximo destino no Japão. Nosso primeiro destino foi Isesaki, aonde visitamos nosso primeiro cliente. O departamento inteiro da R&D deram boas vindas assim que chegamos à empresa. Aproximadamente 20 pessoas deram uma olhada em nosso carro e conferiram as novidades dos produtos da igus®

Atualmente, o cliente está testando aonde ele pode usar nossas buchas em seu sistema de escape.  Uma das aplicações poderia ser nas válvulas. Esta aplicação nas válvulas é uma das mais clássicas neste segmento automotivo. No mundo inteiro, centenas de clientes estão confiando nas buchas auto lubrificantes da igus® para este tipo de aplicação

Elas aguentam altas temperaturas sem nenhum problema, além de serem baratas e leves.

Mesmo que Isesaki fique apenas uma hora de distancia de Tóquio, nós demoramos por volta de duas horas para chegar até lá. Primeiro tivemos que passar pelo subúrbio da melhor cidade do mundo. Alguns destes “subúrbios” são maiores que cidades grandes da Europa. E assim que você deixa Tóquio, tudo fica verde.

A estrada nos levou para o centro da ilha. No inverno, as montanhas se transformam em famosas pistas de esqui.

Nos países desenvolvidos, a parte rural está cada vez mais abandonada. Apesar da diminuição da população, as cidades metropolitanas continuam crescendo. Já que a maioria das pessoas que cresceram nesta área rural, deixam de lado a sua cidade natal para enfrentar as cidades grandes.

Nestas vilas também é deixado para trás comidas tradicionais, todas incrivelmente deliciosas. A foto abaixo não são batatas gratinadas, mas sim peixe moído. De alguma forma, se parece com batata e tem uma consistência parecida.

Em uma tarde nós fomos a um restaurante/bar aonde uma senhora cozinhava e servia ao mesmo tempo.  Ela nos serviu a tradicional “comida da avó”. E eu não preciso dizer que a comida da dela é a melhor do mundo, certo?

O karaokê foi inventado no Japão, e é muito tradicional em bares. Parecia que as pessoas presentes ali praticaram a vida inteira. Todo mundo, incluindo a senhora, tinha uma voz bonita e única. O que não contribuía com minha autoconfiança quando era a minha vez de cantar algo. Do bar da avó, nós continuamos até a praia. No meio do caminho, tivemos a chance de visitar um patrimônio mundial da UNESCO.

Esta vila esta preservada como uma vila tradicional. Suas casas são feitas de madeira com telhados de palha.

Do patrimônio mundial, chegamos em Hakui localizado na costa do mar. Como a iglidur® é resistente a água, aproveitamos para levar o carro para dar uma volta pela costa.

As buchas da igus® são resistentes a agua e livres de corrosão. Com base nisso, oferecemos as buchas especiais que são exclusivamente fabricadas para atender a demanda de aplicações sob a água. A iglidur® H, é a nossa especialista com água e é a melhor escolha não somente para aplicações aquáticas, mas também para outros tipos de líquidos e produtos químicos.

Atualmente estamos em Kyoto, aonde teremos uma experiência japonesa muito tradicional. Conto para vocês em breve.

De qualquer forma, mantenho vocês informados.

Sascha.

Conferência de imprensa.

Na manhã de ontem (28/05) foi a estreia oficial da iglidur® on tour no Japão. Trinta e dois jornalistas compareceram ao hotel luxuoso no centro de Tóquio para nossa conferência.

Kunihiko Kitagawa (ou Kenny, soa mais fácil para que não é japonês), diretor da igus® Japão, começou informando aos jornalistas a história da igus®, como funciona nossos produtos iglidur® e contou um sobre a turnê.

Nós iremos explorar a ilha toda, dirigindo por toda costa. Iremos rodar pelo menos 4.500 km. Por cada quilometro percorrido, a igus® Japão irá doar um euro para uma fundação que ajuda crianças que sofreram com o Tsunami de 2011.

Um dos pontos altos da conferência foi o discurso do Sr. Sickert, que estava representando a embaixada alemã.  A embaixada Alemã nos ajudou com o registro do carro, em um momento bem complicado.

O Sr. Sickert se referiu a igus® como uma companhia inovadora que representa muito bem o “Mittelstand” Alemão: “Com produtos altamente especializados, vendas, instalações de produções em vários continentes além de um marketing excelente. A igus® é um ótimo exemplo da bem sucedida Mittelstand.” O alemão “Mittelstand” é composto por empresas de médio porte que são considerados como a espinha dorsal da economia alemã.

Após o seu discurso, os jornalistas tiveram a oportunidade de conferir nossos produtos e fazer perguntas. Em várias mesas foram apresentada gama de produtos da igus®

Terminando a conferência, nós deixamos Tóquio. Nossa primeira parada será em Isesaki, aonde visitaremos nosso primeiro cliente. Três semanas de visitas, dirigindo e se aventurando. E que comece a turnê!

O ultimo obstáculo.

Nosso carro tomou parte na Exposição de Engenharia Automotiva em Yokohama. Desde 1992 a exposição é composta todo ano com mais de 400 expositores. Apesar do grande numero de expositores, era possível achar o nosso carro sem saber ao certo onde estava o nosso estande. Você poderia seguir facilmente as sacolas laranja da igus®. Quanto mais perto do carro, maior era o numero de pessoas com as nossas sacolas. Quando percebemos, elas estavam em todos os lugares. Durante os três dias do evento, nós entregamos mais de 3.000 sacolas.

E é claro que no evento, você poderia também encontrar com alguns dos nossos clientes. Este fabricante de carros é um dos nossos clientes indiretamente. Nós entregamos a empresa que está fornecendo o sistema de ar condicionado (AC) para um modelo de carro semelhante.

Quando o ar condicionado é ligado, as laminas da frente são abertas. As buchas iglidur® aplicadas nas dobradiças garantem um movimento suave das laminas. O fornecedor utiliza a iglidur® resistente a sujeira, devido a sua leveza comparada com as buchas metálicas e também por serem livre de lubrificantes e manutenção. As buchas iglidur® um movimento suave e sem ruídos, além de enfrentar o vento e sujeiras.

Nossas buchas conseguem facilmente enfrentar sujeiras e moscas que batem no carro iglidur® em movimento. Enquanto o nosso farol, aparentemente, não pode. Fomos informados que o nosso farol, não está mais funcionando.  Mas um farol quebrado não irá interromper a nossa turnê.

Enquanto o carro está passando pelas modificações exigidas, eu tive a chance de descobrir mais sobre Tóquio. Desta vez junto a minha namorada, pois ela veio passar alguns dias por aqui.

Por mais que Tóquio seja uma cidade moderna, você ainda pode encontrar alguns prédios antigos. Um exemplo é a estação de metro principal, ela esta localizada no distrito financeiro de Tóquio.

Outro exemplo da “antiga” cidade é a torre de Tóquio. Antes da inauguração da Skytree, esta torre era o maior prédio da cidade.

Você consegue ter uma ótima vista da torre próxima a um templo.

Eu acabei de voltar de um escritório que está tomando conta do registro do carro. Este era o ultimo obstáculo no longo processo de registro. Aparentemente, houve um problema por eu ter escrito o meu endereço com a letra alemã “ß”. E em outro documento, com a letra “ss” (o que basicamente significa a mesma coisa). De alguma maneira, nós conseguimos esclarecer que os dois endereços são os mesmos. Pelo fim do dia, finalmente conseguimos a licença para dirigir. Agora podemos começar a explorar o Japão. Quinta-feira, após a conferência de imprensa, nós iremos deixar Tóquio.

Mantenho vocês informados,

Sascha.