Adeus Estados Unidos!

2 meses, 13.670 quilômetros, 30 de 50 estados e um pequeno carro laranja. Esta turnê pelos Estados Unidos tem sido um sucesso com nossos clientes, nossa companhia e para nosso pequeno carro iglidur®. Nesta jornada visitamos 43 empresas, conhecemos centenas de clientes e recebemos muitos projetos potenciais.  Eu posso afirmar que a igus® é uma companhia que se orgulha da qualidade dos produtos que fornece aos seus clientes, e isto foi provado com esta turnê. Por experiência própria posso alegar que os clientes ficaram muito impressionados com a iglidur® on tour. Fez com que engenheiros que nunca ouviram falar da igus® conhecessem a dry-tech® box e dizer “tenho procurado um produto como este para um projeto em andamento por muito tempo”.

Dirigimos por muitos lugares, climas e terrenos diferentes. Começamos a turnê em Anchorage no Alaska, passando por montanhas e estradas de terra. Muitas pessoas dizem que seus carros (preparados para estas condições) não conseguem chegar a “Alaskan Highway” (uma gigantesca rodovia que liga o Alaska ao Canadá). Mas o carro iglidur® superou nossas expectativas. Em seguida, dirigimos para a costa oeste ensolarada e cruzamos para o centro-oeste. O carro dirigiu por desertos, granizo, tempestades de areia e muito calor. Passamos pelo leste e chegamos ao destino final, Nova Iorque. De terra e barro no Alaska ao congestionamento e milhares de pessoas nas ruas de Manhattan. Posso dizer que as buchas iglidur® fizeram um ótimo trabalho.

As condições da estrada no Alaska.

O carro iglidur® em Yukon.

Ache o carro iglidur® na Times Square.

No dia 3 de outubro, o carro iglidur® chegou a filial da igus® nos Estados Unidos, contabilizando 13.670 quilômetros percorridos (antes de passar por Nova Iorque). Tivemos um dia extremamente ocupado com mídias locais solicitando entrevistas. Políticos da região também vieram prestigiar a iglidur® on tour.

Reportagem da iglidur® on tour na televisão.

Ao longo da turnê, conheci muitos funcionários da igus® em todo o país e gostaria de agradecer a todos com quem trabalhei por toda a viagem. As pessoas que conheci nesta turnê se tornaram parte da minha vida.

Obrigado a todos que carregaram as minhas seis malas pra dentro e fora da van inúmeras vezes pela manhã ou tarde da noite. Para a pessoa que me ajudou a procurar uma lavanderia por horas e que dedicou todo o seu final de semana para trabalhar com a gente na viagem. As pessoas que me receberam em suas casas e ficaram até as 2 da madrugada me ajudando a empacotar todo o material na van. Esta turnê não teria acontecido sem vocês. Isto é uma equipe, uma equipe que conseguiu tornar toda esta campanha em realidade.

Agora, mais uma vez, é hora passar a tocha para outro condutor que irá tornar a turnê realidade por toda Europa. Os condutores serão: Karl Weinmeister, líder do blog. Nills Schneider, fotógrafo e motorista. Sandor Meierjohann, fotógrafo e motorista também. A vocês lhe desejo o melhor e estarei seguindo a jornada de vocês.

Foi um prazer participar da turnê e compartilhar com todos vocês.

*Pela ultima vez*

Obrigada pela leitura,

Kayla.

Wisconsin

A primeira parada em Wisconsin foi à cidade de Milwaukee, a maior cidade do estado e uma das cidades mais populosas do Estados Unidos. Milwaukee é uma cidade engraçada com muita coisa para se fazer.  Há um ótimo museu de arte, o lago Michigan, o campo de baseball Miller Park que é casa do Brewers, além de outros pontos turísticos.

Como mencionei acima, o carro iglidur® conheceu alguns dos pontos turísticos da cidade. Passamos pelo museu de arte, o campo de baseball, um mercado a céu e logo após chegamos ao lago Michigan. No mercado é possível encontrar comida fresca e artesanato. Há também musica ao vivo e artistas perfomando pela rua.

Centro de Milwaukee, o canal liga as lojas da cidade.

Os fundadores do mercado buscaram inspiração em outro mercado situado em Seattle, o Pike’s Place.

Em frente ao lago Michigan.

Junto ao carro, ficamos hospedados no hotel Pfister, conhecido como um dos hotéis mal assombrados do país. Os donos do hotel, Guido Pfister e seu filho Charles, inauguraram o Pfister em 1893 após uma construção que custou mais de um milhão de dólares. No hotel é possível encontrar a maior galeria de “Victorian Art” no mundo.

Em frete ao Hotel.

Há uma sensação de tristeza nos salões do hotel, portas estralando o tempo todo e a impressão de estar ao lado de um fantasma o tempo todo. E há boatos de que o fantasma do Charles Pfister (filho de Guido Pfister) paira pelos corredores do Hotel.

Corredores do Hotel, bem parecido com as cenas do filme “O Iluminado”.

Ficamos tristes de deixar o hotel e Milwaukee, mas precisávamos chegar ao norte de Appleton para visitarmos alguns clientes.

Antes de chegarmos em Appleton, nós paramos em um fabricante de sistemas de lavadores de carro, que utilizam nossas esteiras porta cabos. Enquanto o lavador se mexe, as esteiras porta cabos conduzem os cabos em segurança. Aproveitamos e lavamos o carro na empresa.

As visitas em seguida foram em companhias que fabricam equipamento agrícola. Estes clientes adoram as vantagens das buchas iglidur®. Já que com elas seus equipamentos conseguem uma durabilidade maior.

Por suas resistências a produtos químicos, as buchas iglidur® não são afetadas por fertilizantes. Além disso, as buchas podem trabalhar tranquilamente em ambientes sujos e sem danificação dos equipamentos.

De Milwaukee seguimos para a feira em Chicago “IMTS trade show”.

Continue nos acompanhando,

Kayla.

De Wyoming para o Monte Rushmore – Dakota do Sul.

Dirigimos de Denver – Colorado até Dakota do Sul (Mount Rushmore), e demoramos cerca de 6 horas. Na viagem, passamos pelo estado de Wyoming e vimos animais que ainda não tínhamos encontrado pela turnê. Wyoming é exatamente o que nós esperávamos: hectares e hectares de terra plana com pouquíssima população. Parecia que tínhamos voltado para Yukon (Canadá) aonde encontrávamos mais com animais do que pessoas no dia a dia. Mas, desta vez, em vez de pinheiros, montanhas e ursos nós encontramos apenas terra plana, fazendas e vacas.

As paisagens de Wyoming.

Campos de Girassóis.

Há muitas semelhanças entre esses trechos da estrada com as buchas iglidur®. À primeira vista, não há nada em especial: trechos de terra com ninguém por perto por vários quilômetros. Assim como nossas buchas, a primeira vista são apenas leves, pequenas e em polímero. Mas quando prestamos mais a atenção, a estrada se transforma em uma linda paisagem. O mesmo acontece com nossas buchas, que são inovadoras na tecnologia de buchas em polímero. Além de serem leves e com reforço de fibras, as buchas iglidur® obtêm partículas microscópicas de lubrificante sólido. Isso significa que não é necessário adicionar graxa ou qualquer tipo de lubrificantes em nossas buchas.

Quando chegamos ao estado de Dakota do Sul, passamos por Hill City. Hill City é uma pequena cidade com uma população de 950 habitantes.  A cidade lembra um filme de velho oeste, pois a fachada dos restaurantes e as portas são iguais aos filmes clássicos de velho oeste. Todas as lojinhas são a extremamente antigas e a todo o momento nas estradas é possível encontrar animais esculpidos em madeiras.

Hill City.

“Jaw Breakers”, um doce tradicional americano.

Hamburger americano, servido nos famosos “Saloons” inspirados no velho oeste.

Logo após Hill City chegamos ao Monte Rushmore, um dos pontos turísticos mais famosos dos Estados Unidos. Neste monte é possível ver os rostos esculpidos dos presidentes (da esquerda para direita) George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln. Os autores que esculpiram o Monte foram Danish-American Gutzon Borglum e seu filho Lincoln Borglum. Já o criador da ideia foi Doane Robinson, como historiador de Dakota do Sul, ele escolheu este local para promover o turismo na região.

Inicialmente, Robinson pensou em colocar quatro heróis na montanha, como: “Lewis and Clark” ou “Buffalo Bill Cody” e “Red Cloud”. Mas Borglum achou que a escultura deveria ter mais foco em algo mais patriota. O projeto demorou 14 anos e foi finalizado em 1941, com 400 pessoas trabalhando continuamente. Os presidentes foram escolhidos por causa de seu papel na preservação da República e expandir seu território.

Cerca de três milhões de pessoas veem até Dakota do Sul para ver a grande escultura. Como americana, ver a montanha esculpida foi um pouco decepcionante. Estamos acostumados a ver esta imagem em livros e cartazes sempre de uma mesma forma. O que não acontece quando vemos de verdade. Até mesmo pelo difícil acesso a montanha.

A próxima parada em Dakota do Sul foi a Sioux Falls, demoramos cerca de seis horas de viagem também. Durante a viagem, fizemos algumas paradas. Em uma delas visitamos a “1880 Town”. Para quem já assistiu ao premiado filme “Dança com Lobos”, estrelado por Kevin Costner, este foi o local aonde o filme foi filmado.

O carro iglidur® ao lado de um carro antigo.

Sioux Falls também é conhecida como “O coração da América”. É a maior cidade do estado e sua população em 2013 era de 165.000 habitantes. Conhecemos a cidade rapidamente, tivemos uma rápida refeição e voltamos para a estrada.

Estamos agora indo para Minneapolis!

Mantenho vocês informados,

Kayla.

São Francisco e Los Angeles

Antes de chegarmos a São Francisco paramos em no parque Wuir Woods para ver as famosas árvores californianas Redwood. As árvores parecem ser altas como arranha-céus e seus troncos são gigantescos!

Quando tentamos tirar uma foto da caixa dry-tech® nas árvores, ela caiu em um buraco cheio de água. Mas não tem problema, a caixa dry-tech sobreviveu sobre a queda e a agua. Lembrando que nossas buchas absorvem impacto e são a prova d’agua.

Do parque Muir Woods nos aproximamos de São Francisco. Dirigimos sobre a famosa Ponte Golden Gate para chegar a São Francisco. A cidade estava inteira nebulosa quando chegamos.

Conhecemos um pouco a cidade e logo após fomos visitar nossos clientes. A primeira parada foi em uma empresa que é especializada em fabricação de equipamentos medicinais. Logo após paramos em Santa Clara, aonde visitamos um fabricante de bicicletas.

Em São Francisco, o carro não teve problemas em andar nas ruas íngremes. Rodamos da vista panorâmica para a Ponte Golden Gate e da Prisão Alcatraz até a famosa rua em zig zague Lombard. O freio de mão estava sendo usado a todo instante, que é essencial nas ruas de São Francisco e colocando nossas buchas em teste. Tivemos permissão para fazer o mesmo caminho que os bondes fazem. Visitamos também o famoso shopping center Pier 39 e a fabrica de chocolate Ghiradelli.

Lombard Street

Prisão Alcatraz

Pier 39

São Francisco tem um “clima” retro com bastante turistas.  Além disso, os frutos do mar da cidade são incrivelmente deliciosos e frescos.  Além disso, na baia de São Francisco acontece uma copa de veleiros da América. Então nos despedimos do clima místico de São Francisco e dirigimos para Los Angeles ao sul.

Em Los Angeles nós visitamos dois clientes. O primeiro foi um fabricante de carros elétricos, conhecidos por seu estilo inovador e elegante. Os engenheiros ficaram impressionados com a extensão de aplicação para o carro. Nosso segundo cliente é uma empresa que cria soluções para medições destinadas a melhorar a qualidade de produtos e produtividade para muitos equipamentos de fabricação. Um dos gerentes disse que a palavra que define a igus® é “excelência”, nada melhor que a confiança em nossos produtos iglidur®.

Após as visitas era hora de conhecer o centro de Las Vegas. Após passarmos por muito transito, o carro iglidur® teve a experiência de passear na calçada da fama, conhecer o letreiro de Hollywood, o Bevery Hills Hotel e ainda passou perto de duas celebridades.

O carro iglidur® na calçada da fama

No momento estamos em Las Vegas.

Mantenho vocês informados,

Kayla.

Seattle e Portland

Nós deixamos Vancouver e voltamos para os Estados Unidos para o nossos últimos destinos: Seattle e Washington. Seattle é a maior cidade da região noroeste e é a cidade com o crescimento mais rápido nos Estados Unidos. A cidade é vibrante como o centro dela, aonde abriga várias coisas legais. O Pike’s Place Market é uma feira aonde você pode experimentar variedades de frutos do mar, frutas frescas e ervas. A feira foi inaugurada em 1907, e funciona até hoje. O “mercado ao ar livre” recebe milhares de turistas todos os dias.

O carro iglidur® em frente a uma parede de chicletes em Seattle.

Antes de sairmos de Seattle e seguirmos para Portland, o carro foi levado para conhecer o Obelisco Espacial.

O Obelisco Espacial é uma famosa torre de Seattle, aonde é possível chegar ao topo e ter uma visão da cidade inteira. Quando inaugurada, em 1962, aproximadamente 20.000 pessoas por dia visitaram a torre.

Visitamos um fabricante de equipamentos fitness que colocou nossos produtos no topo de compras. Fizemos um tour pela fabrica deles, aonde vimos nossas buchas sendo utilizadas em várias aplicações. As buchas iglidur® podem diminuir o ruído e a manutenção dos equipamentos. A auto lubrificação e o baixo atrito de nossas buchas mantem a operação silenciosa e elimina toda sujeira dos lubrificantes.

Aplicação da iglidur® em um equipamento fitness.

A iglidur® W300® é a melhor solução para equipamentos de exercícios. Já que ela possui um baixo coeficiente de fricção e alta resistência.


Montagem do carrinho para visitas.

Após sairmos de Seattle, chegou a hora de seguir em frente para Portland. Portland é uma cidade única e famosa por suas comidas. É muito comum encontrar carrinhos de comida pela cidade com grandes variedades. Com essa variedade de comida, cada um de nós escolheu um local para comer.


Vários carrinhos de comida por Portland.

Depois visitamos a Powell’s Books, uma rede de livrarias localizada em Portland.  Esta livraria afirma ser a maior livraria independente de livros usados e novos no mundo inteiro. A livraria é separada por cores, para que seja mais fácil identificar o gênero que você procura.

Nossa próxima para será em São Francisco, aonde nosso carro irá dirigir sobre a famosa Ponte Golden Gate.

Mantenho vocês informados,

Kayla.

Vancouver

Assim que estávamos nos aproximando de Vancouver, nós dirigimos juntos ao Fraser Canyon. Um acidente natural causado pelo Rio Fraser que formou lindas montanhas rochosas. No caminho entramos na região de British Colombia aonde chegamos a Fraser Valley.

Este é o único local no Canadá que existem cobras venenosas.  O cenário mudou de florestas para montanhas desertas assim que nos aproximávamos de nosso destino.

Uma das principais atrações em Fraser Canyon é “Hell’s gate” (Portão do inferno).

“Hell’s gate” se localiza próximo ao British Colombia’ s Fazer River.  Os paredões de pedra são estreitos. Desta forma, o rio passa pelo paredão com apenas 115 metros de comprimento.

O nome “Portão do inferno” foi dado pelo explorador Simon Fraser, que em 1808 descreveu essa passagem estreita como “um lugar aonde nenhum ser humano deveria se aventurar, pois certamente estas são as portas do inferno.”

Assim que chegamos a Vancouver resolvemos dar alguns passeios. Alugamos uma bicicleta, e exploramos um pouco. Vimos até mesmo a tocha olímpica dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010. A chama quando está acesa atinge uma altura de 10 metros. Ela fica acesa apenas em ocasiões especiais, pois é utilizado muito combustível. Há quatro tochas separadas que cercam uma maior no meio.

Nossa ultima parada foi em uma famosa loja de gelatos. A Bella Gelataria se tornou famosa pelo seu dono. Pois ele sempre fornece amostras grátis para que as pessoas experimentem seu sorvete em casa.

Vancouver é uma cidade extremamente limpa, não há uma superlotação de pessoas e é muito calma comparada a cidades como: Nova Iorque, Los Angeles e Boston.

Nosso segundo dia em Vancouver começamos a visitar alguns clientes. Jeff, o representante iglidur® para região de Vancouver liderou as visitas. A primeira parada foi em uma gelateria que oferece mais de 253 tipos de sorvetes. Algum deles são tem um sabor exótico, como: Curry, vinagre balsâmico envelhecido e alho.

Esta gelateria utiliza nossas buchas em suas maquinas que fabricam a casquinha para o sorvete.

Eles estavam procurando por uma alternativa, já que o custo das buchas metálicas são maiores. Além dos lubrificantes que deixavam as máquinas sujas. Com as buchas iglidur® da igus® a lubrificação ficou para trás juntamente com os custos. O dono da gelateria relatou que as buchas da igus® foram um ótimo investimento para suas maquinas.

A nossa segunda visita foi em um fabricante de bicicletas. Eles utilizam as nossas buchas em três locais diferentes. Para as bicicletas industriais, peso leve é muito importante. As buchas iglidur® são sete vezes mais leve que as buchas convencionais.

Joanne, a gerente de pesquisas da empresa disse que ama os produtos da igus®. Já que nossos produtos estão sempre funcionando perfeitamente.

Veja o vídeo abaixo e confira como as nossas buchas podem ajudar as suas bicicletas:

https://youtu.be/FKtf8SzC5DA

Após os clientes seguimos para Seattle. Estamos voltando para os Estados Unidos nos próximos dias.

Continue nos acompanhando,

Kayla e Sascha.

Montanhas

Abandonados na floresta com nada além de árvores. Esse foi o começo da turnê iglidur® no Alasca. O maior estado dos Estados Unidos com a menor população.

Atualmente, a população do Alasca é de 710.000 com uma área de 946.097 quilômetros quadrado. Maior que o segundo, terceiro e quarto maiores estados dos Estados Unidos (California, Texas e Montana). A primeira parada da turnê pela América do Norte é Anchorage em Alasca. Aproximadamente metade da população do estado mora aqui. Passamos por alguns pontos turísticos, como o Ship Creek, um local para pesca de salmão. O salmão que você vê saindo da água poderia facilmente alimentar dez pessoas ao mesmo tempo.

Outro ponto turístico interessante é a montanha Flat Top.  Fizemos uma incrível caminhada por lá.

A cidade de Anchorage é cheia de lojas que é possível ver pelos Estados Unidos inteiro, como o Starbucks, Barnes e Noble. Tornando-o um ótimo lugar para estocar suas necessidades para longas caminhadas fora da cidade por um grande período. Para a preparação da nossa viagem precisamos estocar gás, água, lanternas e baterias. Estocamos tudo isso na cidade, já que nossa viagem até Tok tem cerca de 10 horas de carro. Durante a viagem, ficamos ao redor de montanhas e sem sinal para o celular.

Você precisa andar cerca de 20 quilômetros fora de Anchorage para se encontrar no meio do nada. Ao nosso redor estávamos apenas no meio da natureza.

Muitas vezes enfrentamos estradas em condições péssimas.  O que não é um problema para nossas buchas iglidur®, já que elas são fabricadas para enfrentar choques e vibrações.

Não existe uma civilização de “verdade” fora de Anchorage, você consegue encontrar casas de pessoas que resolveram sair da civilização e viver longe de tudo. Tok, é uma pequena cidade fantasma com nenhuma população por quilômetros. Nós chegamos bem tarde por lá, quase 1:30 da madrugada, e fomos informados que o hotel que iriamos ficar estava esgotado. Mas tivemos sorte, havia um hotel próximo e conseguimos nos hospedar.

No segundo dia, nós chegamos ao sudeste de Tok onde está a fronteira com o Canadá.

Nosso carro está sendo motivo de curiosos em postos de gasolina. Pessoas nos perguntam sobre o carro, tiram fotos e querem saber como está sendo a viagem. Atualmente, continuamos dirigindo com cerca de 3.000 quilômetros antes de chegarmos ao nosso primeiro destino, Vancouver – Canadá. Ao longo do caminho, nós planejamos parar em Whitehorse e Tatogga Lake, tanto em British Columbia, no Canadá.

Fique ligado para mais novidades em breve,

Atenciosamente.