Prontos para o futuro: Inovação digital com triboplásticos da igus

Navegação de artigos

A empresa com sede na Colônia igus GmbH aumentou suas vendas em 17 por cento para 690 milhões de euros 

Os motion plastics continuam em demanda em todo o mundo. Em 2017, a igus GmbH aumentou suas vendas em 17 por cento para 690 milhões de euros. Ao mesmo tempo, foi feito um investimento significativo em inovação de produto, capacidade de entrega e digitalização. O fornecedor com sede em Colônia continuará neste caminho em 2018, a fim de ajudar seus clientes a serem ainda mais competitivos no ambiente global.

Na Hannover Messe 2018, a igus realizou novamente uma apresentação impressionante de que os tribopolímeros de hoje são mais do que apenas peças de plástico cinzentas e comuns. O mundo dos motion plastics é variado e multifacetado: de articulações robóticas individuais com as quais robôs econômicos podem ser construídos, engrenagens duplas impressas em 3D que podem ser configuradas online, até esteiras porta cabos cujo status é sempre monitorado durante a operação contínua. Aplicações em que os plásticos de alto desempenho vão de máquinas na produção de semicondutores, ou em mais de 1.000 guindastes STS da Antuérpia à Xangai, ou em veículos anfíbios que operam no pólo norte. O objetivo claro e constante é alcançar melhorias técnicas e reduzir custos através do uso de plásticos de alto desempenho para aplicações em movimento. Essas vantagens estão sendo aproveitadas por mais de 200.000 clientes em todo o mundo. Com estes motion plastics, a igus alcançou um volume de vendas de 690 milhões de euros em 2017, um aumento de 17 por cento em relação ao ano anterior. Do volume total de vendas, 53 por cento foram alcançados na Europa, 30 por cento na Ásia e 17 por cento na América e na África. O número de funcionários aumentou para 3.800.

Grandes investimentos em logística mundial

Para poder fornecer e atender seus clientes em todo o mundo localmente e de forma rápida, a igus, no ano passado, expandiu significativamente suas capacidades globais de produção e armazenamento na América do Norte, Ásia e Europa. Nos EUA, foi iniciada a ampliação da fábrica em mais de 5.000 metros quadrados enquanto no Japão, na Polônia e Índia, o espaço da fábrica foi duplicado. Na localização chinesa em Xangai, a igus também iniciou a construção de uma nova fábrica, que terá em torno de 22.000 metros quadrados de área útil e será concluída em 2019. As subsidiárias de vendas na Bélgica, Dinamarca, Estônia, França, Áustria e Espanha também foram ampliadas no ano passado para apoiar o crescimento. Também na sede em Colônia, a igus também continuou investindo pesado para poder fornecer rapidamente a seus clientes suas peças plásticas. Somente no ano passado, cerca de 100 novas máquinas de moldagem por injeção foram comissionadas, e as capacidades de logística foram ampliadas consideravelmente.

Triboplásticos livres de lubrificação e inteligência digital: dois lados da mesma moeda. Juntos, eles oferecem movimento previsível, confiável, seguro e econômico na indústria.

A digitalização torna as empresas aptas para o futuro

Os mesmos investimentos se aplicam à infraestrutura de TI, para a qual os investimentos aumentaram quase 5 vezes em comparação com 2014. O objetivo é fazer todos os produtos da igus configuráveis e calculáveis online e depois fabricá-los automaticamente com suporte digital para todos os aspectos das nossas operações – desde o processamento e produção de encomendas à manutenção e prestação de serviço. Esta digitalização agora se tornou realidade na igus e anda a par com os mais de 50 anos de experiência em plásticos e dados do laboratório de testes da igus, que se estende sobre uma área de 2.750 metros quadrados e é o maior do setor. “Graças à nossa extensa pesquisa, nós conseguimos que os usuários realizem cálculos sobre elementos de máquinas de movimentos, como buchas autolubrificantes, rolamentos lineares, engrenagens feitas de plástico e até cabos. Isso é único no mercado atualmente”, diz Frank Blase, CEO da igus GmbH. Graças a essas ferramentas online, os engenheiros podem encontrar de forma rápida e fácil o produto da igus de que necessitam em qualquer lugar e a qualquer momento e calcular a sua vida útil de forma confiável nas suas aplicações individuais – tudo isso pode ser feito online gratuitamente e sem necessidade de cadastro.

Ao mesmo tempo, a digitalização também está sendo incorporada aos próprios produtos. Com a família de produtos “isense” agora em sua gama de produtos, a igus possibilitou a fabricação de esteiras porta cabos, cabos, guias lineares e rolamentos anelares deslizantes inteligentes usando sensores e módulos de monitoramento. Dessa forma, os clientes podem planejar o trabalho de manutenção de maneira confiável e previsível. Durante a operação, eles detectam a quantidade de desgaste e indicam quando for necessário reparo ou substituição. Graças à ligação em rede através do módulo de comunicação da igus (icom), é possível a indicação do estado online ou a sinalização de alarme via PC ou smartphone. Isso também permite a integração direta na infraestrutura da empresa. Com esta inteligência baseada em dados de teste, a igus está estabelecendo uma manutenção preditiva em seus componentes. Como os requisitos de diferentes usuários variam consideravelmente, a igus apresentará não só novos produtos na feira, mas também novos conceitos isense – desde uma solução autônoma pura até uma totalmente integrada online.

Tribo-idéias fascinantes para novas áreas de aplicação

A expertise em plásticos, os testes e o desenvolvimento ininterrupto de triboplásticos estão continuamente abrindo novas possibilidades para a igus em áreas de aplicação completamente novas. A robótica de baixo custo é um bom exemplo disso. O robolink Apiro, que a igus apresentou na Hannover Messe neste ano, é uma unidade de articulação de baixo custo isenta de lubrificação e isenta de manutenção para aplicações robóticas. Isso possibilita a implementação de movimentos e conceitos de máquina extremamente complicados de maneira fácil e econômica com apenas alguns elementos – do simples robô linear até os complexos robôs humanóides e animatrônicos. Mas em muitas outras áreas, as possibilidades dos triboplásticos continuam enormes. Nossos sistemas de esteiras porta cabos são um bom exemplo. Esteiras porta cabos extremamente pequenas guiam os cabos em carros de forma segura e confiável, enquanto grandes tambores e-spools são usados para movimentar energia de palcos em teatros e óperas. E onde esteiras de aço são usadas, mais e mais clientes estão migrando para esteiras porta cabos plásticas, como na indústria offshore. Contudo, isso não se limita às esteiras metálicas, mas também outras formas de equipamentos de fornecimento de energia como sistemas de festoon, enroladores de cabos e barramentos estão cada vez mais sendo substituídos por sistemas de esteiras porta cabos. A igus oferece um serviço completo: desde a configuração online e o cálculo de vida útil de um único componente até à montagem e instalação mundial de sistemas prontos.

Saiba mais em: https://www.igus.com.br