O motorista e o carro laranja.

Após oito meses liderando a iglidur® on tour é hora de o nosso famoso motorista Sascha voltar à vida normal. Tive o prazer de conhecer o Sascha por trás da operação iglidur®, e posso afirmar que a igus® não poderia ter escolhido alguém melhor para essa turnê. O grande comprometimento diário do Sascha era algo incrível, e desta forma toda viagem e visitas ocorreram perfeitamente bem.  O querido Sascha é a escolha perfeita: alguém que ama viajar e conhecer culturas diferentes, nunca evita um desafio e é sempre muito profissional.

Fora do trabalho, ele tem facilidade em se relacionar, é generoso, espirituoso, veste a camiseta da equipe e é extremamente bondoso. Ele sempre carregava dúzias de malas para cima e para baixo nas escadas dos hotéis. Sempre era atencioso com a equipe abrindo portas, pagava café para todos nós e sempre um sorriso na cara. Ele é um solucionador de problemas, até mesmo quando dirigimos por 17 horas seguidas. E o melhor de tudo, ele sempre consegue fazer todo mundo rir tentando fazer rap americano com seu sotaque alemão.

Já no trabalho, Sascha é incrivelmente profissional. Sempre interagindo com os clientes explicando sobre a turnê e os produtos. Para o Sascha é muito bom ter um contato com nossos clientes e sempre mostrar a melhor solução igus® para eles.

A grande aventura que a iglidur® on tour se tornou é graças ao trabalho do Sascha. Tudo é muito organizado e planejado, chegando sempre a tempo para visitas e ponderando o tempo para conhecer as cidades. Ele é um ótimo fotógrafo, pois está sempre atento para capturar o melhor momento.

Foi uma ótima experiência trabalhar com o Sascha enquanto ele me mostrava todas as direções que eu iria ter que tomar.

Todos nós iremos sentir sua falta Sascha! Agradecemos pelo seu trabalho, afinal sabemos que não é uma tarefa fácil, mas você a dirigiu perfeitamente.

Saudações,

Kayla

São Francisco e Los Angeles

Antes de chegarmos a São Francisco paramos em no parque Wuir Woods para ver as famosas árvores californianas Redwood. As árvores parecem ser altas como arranha-céus e seus troncos são gigantescos!

Quando tentamos tirar uma foto da caixa dry-tech® nas árvores, ela caiu em um buraco cheio de água. Mas não tem problema, a caixa dry-tech sobreviveu sobre a queda e a agua. Lembrando que nossas buchas absorvem impacto e são a prova d’agua.

Do parque Muir Woods nos aproximamos de São Francisco. Dirigimos sobre a famosa Ponte Golden Gate para chegar a São Francisco. A cidade estava inteira nebulosa quando chegamos.

Conhecemos um pouco a cidade e logo após fomos visitar nossos clientes. A primeira parada foi em uma empresa que é especializada em fabricação de equipamentos medicinais. Logo após paramos em Santa Clara, aonde visitamos um fabricante de bicicletas.

Em São Francisco, o carro não teve problemas em andar nas ruas íngremes. Rodamos da vista panorâmica para a Ponte Golden Gate e da Prisão Alcatraz até a famosa rua em zig zague Lombard. O freio de mão estava sendo usado a todo instante, que é essencial nas ruas de São Francisco e colocando nossas buchas em teste. Tivemos permissão para fazer o mesmo caminho que os bondes fazem. Visitamos também o famoso shopping center Pier 39 e a fabrica de chocolate Ghiradelli.

Lombard Street

Prisão Alcatraz

Pier 39

São Francisco tem um “clima” retro com bastante turistas.  Além disso, os frutos do mar da cidade são incrivelmente deliciosos e frescos.  Além disso, na baia de São Francisco acontece uma copa de veleiros da América. Então nos despedimos do clima místico de São Francisco e dirigimos para Los Angeles ao sul.

Em Los Angeles nós visitamos dois clientes. O primeiro foi um fabricante de carros elétricos, conhecidos por seu estilo inovador e elegante. Os engenheiros ficaram impressionados com a extensão de aplicação para o carro. Nosso segundo cliente é uma empresa que cria soluções para medições destinadas a melhorar a qualidade de produtos e produtividade para muitos equipamentos de fabricação. Um dos gerentes disse que a palavra que define a igus® é “excelência”, nada melhor que a confiança em nossos produtos iglidur®.

Após as visitas era hora de conhecer o centro de Las Vegas. Após passarmos por muito transito, o carro iglidur® teve a experiência de passear na calçada da fama, conhecer o letreiro de Hollywood, o Bevery Hills Hotel e ainda passou perto de duas celebridades.

O carro iglidur® na calçada da fama

No momento estamos em Las Vegas.

Mantenho vocês informados,

Kayla.

Seattle e Portland

Nós deixamos Vancouver e voltamos para os Estados Unidos para o nossos últimos destinos: Seattle e Washington. Seattle é a maior cidade da região noroeste e é a cidade com o crescimento mais rápido nos Estados Unidos. A cidade é vibrante como o centro dela, aonde abriga várias coisas legais. O Pike’s Place Market é uma feira aonde você pode experimentar variedades de frutos do mar, frutas frescas e ervas. A feira foi inaugurada em 1907, e funciona até hoje. O “mercado ao ar livre” recebe milhares de turistas todos os dias.

O carro iglidur® em frente a uma parede de chicletes em Seattle.

Antes de sairmos de Seattle e seguirmos para Portland, o carro foi levado para conhecer o Obelisco Espacial.

O Obelisco Espacial é uma famosa torre de Seattle, aonde é possível chegar ao topo e ter uma visão da cidade inteira. Quando inaugurada, em 1962, aproximadamente 20.000 pessoas por dia visitaram a torre.

Visitamos um fabricante de equipamentos fitness que colocou nossos produtos no topo de compras. Fizemos um tour pela fabrica deles, aonde vimos nossas buchas sendo utilizadas em várias aplicações. As buchas iglidur® podem diminuir o ruído e a manutenção dos equipamentos. A auto lubrificação e o baixo atrito de nossas buchas mantem a operação silenciosa e elimina toda sujeira dos lubrificantes.

Aplicação da iglidur® em um equipamento fitness.

A iglidur® W300® é a melhor solução para equipamentos de exercícios. Já que ela possui um baixo coeficiente de fricção e alta resistência.


Montagem do carrinho para visitas.

Após sairmos de Seattle, chegou a hora de seguir em frente para Portland. Portland é uma cidade única e famosa por suas comidas. É muito comum encontrar carrinhos de comida pela cidade com grandes variedades. Com essa variedade de comida, cada um de nós escolheu um local para comer.


Vários carrinhos de comida por Portland.

Depois visitamos a Powell’s Books, uma rede de livrarias localizada em Portland.  Esta livraria afirma ser a maior livraria independente de livros usados e novos no mundo inteiro. A livraria é separada por cores, para que seja mais fácil identificar o gênero que você procura.

Nossa próxima para será em São Francisco, aonde nosso carro irá dirigir sobre a famosa Ponte Golden Gate.

Mantenho vocês informados,

Kayla.

Vancouver

Assim que estávamos nos aproximando de Vancouver, nós dirigimos juntos ao Fraser Canyon. Um acidente natural causado pelo Rio Fraser que formou lindas montanhas rochosas. No caminho entramos na região de British Colombia aonde chegamos a Fraser Valley.

Este é o único local no Canadá que existem cobras venenosas.  O cenário mudou de florestas para montanhas desertas assim que nos aproximávamos de nosso destino.

Uma das principais atrações em Fraser Canyon é “Hell’s gate” (Portão do inferno).

“Hell’s gate” se localiza próximo ao British Colombia’ s Fazer River.  Os paredões de pedra são estreitos. Desta forma, o rio passa pelo paredão com apenas 115 metros de comprimento.

O nome “Portão do inferno” foi dado pelo explorador Simon Fraser, que em 1808 descreveu essa passagem estreita como “um lugar aonde nenhum ser humano deveria se aventurar, pois certamente estas são as portas do inferno.”

Assim que chegamos a Vancouver resolvemos dar alguns passeios. Alugamos uma bicicleta, e exploramos um pouco. Vimos até mesmo a tocha olímpica dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010. A chama quando está acesa atinge uma altura de 10 metros. Ela fica acesa apenas em ocasiões especiais, pois é utilizado muito combustível. Há quatro tochas separadas que cercam uma maior no meio.

Nossa ultima parada foi em uma famosa loja de gelatos. A Bella Gelataria se tornou famosa pelo seu dono. Pois ele sempre fornece amostras grátis para que as pessoas experimentem seu sorvete em casa.

Vancouver é uma cidade extremamente limpa, não há uma superlotação de pessoas e é muito calma comparada a cidades como: Nova Iorque, Los Angeles e Boston.

Nosso segundo dia em Vancouver começamos a visitar alguns clientes. Jeff, o representante iglidur® para região de Vancouver liderou as visitas. A primeira parada foi em uma gelateria que oferece mais de 253 tipos de sorvetes. Algum deles são tem um sabor exótico, como: Curry, vinagre balsâmico envelhecido e alho.

Esta gelateria utiliza nossas buchas em suas maquinas que fabricam a casquinha para o sorvete.

Eles estavam procurando por uma alternativa, já que o custo das buchas metálicas são maiores. Além dos lubrificantes que deixavam as máquinas sujas. Com as buchas iglidur® da igus® a lubrificação ficou para trás juntamente com os custos. O dono da gelateria relatou que as buchas da igus® foram um ótimo investimento para suas maquinas.

A nossa segunda visita foi em um fabricante de bicicletas. Eles utilizam as nossas buchas em três locais diferentes. Para as bicicletas industriais, peso leve é muito importante. As buchas iglidur® são sete vezes mais leve que as buchas convencionais.

Joanne, a gerente de pesquisas da empresa disse que ama os produtos da igus®. Já que nossos produtos estão sempre funcionando perfeitamente.

Veja o vídeo abaixo e confira como as nossas buchas podem ajudar as suas bicicletas:

https://youtu.be/FKtf8SzC5DA

Após os clientes seguimos para Seattle. Estamos voltando para os Estados Unidos nos próximos dias.

Continue nos acompanhando,

Kayla e Sascha.

Yukon.

Nós começamos nossa jornada para Yukon, e dirigimos pela famosa estrada de Alcan. O território de Yukon (Canadá) é famoso pelo seus quilômetros e quilômetros de “deserto”, que inclui várias espécies de animais, inúmeros lagos, riachos e outras surpresas ao longo da rodovia.

O território de Yukon tem a forma de um triangulo retângulo fazendo fronteira com o Alasca. Há muitas cidades pequenas e vilas ao longo do caminho, com diferenças gigantescas de horas entre elas. Nós conversamos com algumas pessoas que moram por ali, e um homem nos contou que ele estava doente. Ele demorou vinte e três horas para chegar ao hospital mais próximo. Internet e sinal de celular praticamente não funciona por lá. Desta maneira é importante saber como sobreviver em caso de emergências.

O carro iglidur® digiriu milhas e milhas sobre pedras, barro e ventos. Nossas buchas iglidur® continuaram funcionando perfeitamente, mesmo sobre estas condições. O bom funcionamento do carro é causado por nossas buchas, como a iglidur® G no pedal de freio.

O desempenho da iglidur® G é excelente para praticamente todas as aplicações. Ela é livre de manutenção, auto lubrificante, resistente à corrosão e resistente a sujeira e poeira. Praticamente o nosso carro iglidur® enfrentou tudo isso só aqui no Alasca.

Nós fizemos algumas paradas em Whitehouse e Watson Lake nos três dias que levamos para chegar a Yukon. No caminho, tivemos o prazer de ficar frente a frente a uma mãe ursa e seus filhotes.

Vários cavalos selvagens, bisões americanos, um porco-espinho, vários alces e uma rena! Foi incrível ter acesso a todos estes animais em seu habitat natural.

 

Há muitas coisas escondidas em Yukon. Um dos destaques para nós foram as fontes termais em Liard, que é a segunda maior fonte de água quente no Canadá.

Esta fonte termal é única. Em um local a agua está extremamente quente, e em outros locais a água está mais agradável. Ficamos nadando por uma hora, afinal dirigimos três longos dias até chegar neste ponto.

Com o tempo saímos de estradas rochosas e nos encontramos cercados por rios e quilômetros de montanhas gigantescas. Nossas buchas continuaram trabalhando bem sobre todas as condições. Mas nosso carrinho por fora começou a ficar menos laranja e mais marrom de tanta sujeira que passamos.

Estamos chegando a Vancouver!

Continua nos acompanhando,

Sascha e Kayla.

Nova integrante!

Olá, eu sou a Kayla e serei a sua nova guia pela turnê na América do Norte.

Eu tenho 22 anos, sou de Rhode Island e acabo de me formar na faculdade de Iona em Relações Públicas e Belas Artes.

Estou sempre com uma câmera e um notebook em mãos. Então não foi surpresa nenhuma quando aceitei o convite para fazer parte da iglidur® on tour, já que aceitei o convite antes mesmo da proposta ser finalizada. Estou sempre envolvida em viagens e viajo sempre que tenho oportunidade.  Alguns lugares que conheci recentemente são: França (Paris), Alemanha (Colônia), México, Suíça, Maine, Barcelona, Bruxelas, Londres e agora Alasca. Sempre tento trazer o máximo de lembrancinhas de todos os países que conheço e quando percebo estou enchendo meu quarto com eles. Coletar souvenier virou um hobby.

Através desta viagem quero torna-la mais viva para todos que estão nos acompanhando!

Kayla.

Montanhas

Abandonados na floresta com nada além de árvores. Esse foi o começo da turnê iglidur® no Alasca. O maior estado dos Estados Unidos com a menor população.

Atualmente, a população do Alasca é de 710.000 com uma área de 946.097 quilômetros quadrado. Maior que o segundo, terceiro e quarto maiores estados dos Estados Unidos (California, Texas e Montana). A primeira parada da turnê pela América do Norte é Anchorage em Alasca. Aproximadamente metade da população do estado mora aqui. Passamos por alguns pontos turísticos, como o Ship Creek, um local para pesca de salmão. O salmão que você vê saindo da água poderia facilmente alimentar dez pessoas ao mesmo tempo.

Outro ponto turístico interessante é a montanha Flat Top.  Fizemos uma incrível caminhada por lá.

A cidade de Anchorage é cheia de lojas que é possível ver pelos Estados Unidos inteiro, como o Starbucks, Barnes e Noble. Tornando-o um ótimo lugar para estocar suas necessidades para longas caminhadas fora da cidade por um grande período. Para a preparação da nossa viagem precisamos estocar gás, água, lanternas e baterias. Estocamos tudo isso na cidade, já que nossa viagem até Tok tem cerca de 10 horas de carro. Durante a viagem, ficamos ao redor de montanhas e sem sinal para o celular.

Você precisa andar cerca de 20 quilômetros fora de Anchorage para se encontrar no meio do nada. Ao nosso redor estávamos apenas no meio da natureza.

Muitas vezes enfrentamos estradas em condições péssimas.  O que não é um problema para nossas buchas iglidur®, já que elas são fabricadas para enfrentar choques e vibrações.

Não existe uma civilização de “verdade” fora de Anchorage, você consegue encontrar casas de pessoas que resolveram sair da civilização e viver longe de tudo. Tok, é uma pequena cidade fantasma com nenhuma população por quilômetros. Nós chegamos bem tarde por lá, quase 1:30 da madrugada, e fomos informados que o hotel que iriamos ficar estava esgotado. Mas tivemos sorte, havia um hotel próximo e conseguimos nos hospedar.

No segundo dia, nós chegamos ao sudeste de Tok onde está a fronteira com o Canadá.

Nosso carro está sendo motivo de curiosos em postos de gasolina. Pessoas nos perguntam sobre o carro, tiram fotos e querem saber como está sendo a viagem. Atualmente, continuamos dirigindo com cerca de 3.000 quilômetros antes de chegarmos ao nosso primeiro destino, Vancouver – Canadá. Ao longo do caminho, nós planejamos parar em Whitehorse e Tatogga Lake, tanto em British Columbia, no Canadá.

Fique ligado para mais novidades em breve,

Atenciosamente.

Foto do dia!

Acabamos de passar a fronteira com o Canadá. Pela primeira vez, estou junto ao carro na foto abaixo. Eu escolhi esta para contar a vocês uma novidade.  A turnê pelos Estados Unidos será a ultima que irei participar. No final de agosto, vou deixar a turnê para estudar em Paris.  Tive uma ótima jornada até então, mas está na hora de voltar para a vida real. Vou informar a vocês sobre meu sucessor em breve. Ele ou ela já está viajando comigo. De qualquer forma, ainda temos mais duas semanas juntos.

Foto do dia!.114

Mantenho vocês informados,

Sascha.