Pequim

Navegação de artigos

Finalmente estamos em Pequim! A capital e centro político da China.

Pequim é um marco importante na nossa viagem, já que aqui deixamos a zona costeira, e dirigimos pelo interior de volta para Xangai. Nós chegamos de madrugada no hotel, e levantamos cedo para visitar nossos queridos clientes. A maioria dos nossos clientes se localiza nas periferias de Pequim. Mas não pense que a “periferia” de Pequim é igual a da Colonia (Alemanha). Isso significa que aqui para você chegar lá, demora mais ou menos uma hora e meia. E um dos nossos clientes, que teve o prazer de receber tanto o caminhão como o carro, é especialista de equipamentos médicos.

Nós conhecemos o Sr. Ma, engenheiro chefe de sua empresa. Ele nos mostrou um de seus geradores de raio-x. Raio-x é uma forma de radiação eletromagnética que nos permite ver por dentro dos objetos. Uma de suas maquinas são para mamografia, que é utilizada para verificar na mama se há indícios de câncer.

Nestas maquinas há possibilidade do médico ajusta-las, desta maneira ele consegue tirar um raio-x exatamente da parte que precisa ser examinada. É tudo automático, sendo assim ele não precisa fazer mais nada com suas mãos. Existem três modalidades diferentes de movimentação da maquina. Uma destas modalidades é feita pelo nosso drylin® W.

O drylin® move a placa que reflete o raio-x, para cima e para baixo junto ao eixo W.

Por conta do nosso drylin®, o Sr. Ma nos contou que a placa está se movendo sem problemas e sem ruídos. Como ele está trabalhando para diminuir cada vez mais o ruído de suas maquinas, ele tem a intenção de utilizar mais os nossos drylin® igus®.

Agora vamos falar um pouco sobre Pequim. Minha primeira impressão é que Pequim é completamente diferente de Xangai. Tudo bem que a cidade tem menos habitantes que Xangai, mas vamos combinar que de quatorze milhões habitantes para onze milhões de habitantes não há tanta diferença né? Pequim tem seus arranha-céus, mas você nunca vai se sentir numa cidade metropolitana como Xangai. E as ruas daqui são bem amplas, para você ter uma noção algumas tem sete vias, EM CADA LADO.

No entanto, quando chega o horário de rush, existem tantos carros aqui que além do transito há uma poluição sem limites. Ontem, estava tão poluído que nós mal conseguíamos ver o carro à frente.

Pequim quebra este “espirito” metropolitano, pois lhe oferece muitos pontos históricos. Um ponto bem conhecido é a cidade proibida. A cidade proibida foi basicamente o palácio imperial da China na Dinastia Ming.

E o que você pode esperar de um dos pontos turísticos mais famosos do mundo, no país mais populoso do mundo? É claro, uma enorme multidão.

Mas mesmo com a multidão, é uma área bem bonita com enormes praças e lindos jardins.

Na ultima viagem, nós vimos o famoso Taj Mahal na Índia. Agora chegou a hora de ver o maior ponto turístico da China, a Grande Muralha. Vimos apenas um pedaço da muralha, que não fica muito longe de Pequim. Mas depois pensando bem, não foi uma boa ideia. E repito a mesma pergunta acima: O que você pode esperar do monumento mais famoso no pais mais populoso? Muita gente, mais uma vez.

Mas, é impressionante saber que você está no maior monumento do mundo  e que esta muralha foi construída numa extensão de 8.800 km na antiga china! Nos dias de hoje a parte mais longa da muralha está dispersa e está preservada. Alias dizer que é possível ver a muralha do espaço é um mito. Ela é muito estreita, e tudo bem que eu ainda não fui pro espaço (fica a ideia para a próxima iglidur® on tour haha), mas é o que o Google diz.

Infelizmente não conseguimos achar um local legal para tirarmos uma foto do carro junto a muralha. Mas tudo bem, estar com o nosso carro iglidur® na grande muralha é o que importa.

Nossa próxima parada é em Louyang, que é 800km no sul, mais uma vez.

Matenho vocês informados.

Sasha.